Novas condições de acesso ao INVESTE QREN

500M€ e atualização das condições de acesso para o setor empresarial


Com o objetivo de agilizar a execução de projetos no âmbito do apoio às empresas, foi reaberto o acesso ao financiamento do Investe QREN no valor de 500M€ e atualizadas as condições de acesso e de utilização dos financiamentos no âmbito da 2ª tranche do Empréstimo-Quadro, conforme Despacho n.º 7896/2014, de 18 de junho.

Este montante é destinado ao apoio às empresas e à envolvente empresarial, através da linha de crédito INVESTE QREN, com benefícios acrescidos face à anterior regulamentação:

  • Taxa de juro variável significativamente mais baixa, passando as empresas a pagar uma taxa de juro entre 2,11% e 2,60%;
  • Prazo de carência de capital de 1 a 3 anos;
  • Alargamento do prazo de financiamento para 10 anos;
  • Eliminação do limite de 4M€ como montante máximo de financiamento por empresa.

Estes apoios enquadram-se no âmbito do financiamento da contrapartida nacional de operações aprovadas no âmbito do QREN – Quadro de Referência Estratégico Nacional, e cofinanciadas pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER) ou pelo Fundo de Coesão (FC) através do recurso a financiamento pelo Empréstimo Quadro do BEI.

O Empréstimo-Quadro é um contrato celebrado entre o Governo português e o BEI - Banco Europeu de Investimento, que se consubstancia numa linha de crédito com condições mais favoráveis que o mercado bancário e que tem como objetivo financiar a contrapartida nacional de projetos aprovados no âmbito do QREN, cofinanciados pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER) ou pelo Fundo de Coesão, com o propósito de impulsionar a execução do QREN – Quadro de Referência Estratégico Nacional 2007-2013. Este contrato foi celebrado em 2010 (1ª tranche de 450M€) e 2011 (2ª tranche de 600M€).

Saiba mais em Empréstimo-Quadro BEI.

Mais informações ao balcão dos bancos aderentes ou através do Help Desk investeqren@spgm.pt.

01-07-2014

Enviar página por e-mail